Últimas Notícias

RH: 6 dicas sobre como começar o planejamento estratégico para 2021

Em dezembro, é normal refletir sobre os aprendizados do ano que está acabando e planejar as ações para o próximo ciclo. Isso ocorre tanto na vida pessoal quanto profissional, e todos os setores devem se programar para fazer o planejamento estratégico para 2021.
É bastante comum ouvirmos falar sobre os planejamentos do setor comercial, de novos negócios, de desenvolvimento e comunicação. Porém, é igualmente importante que o departamento de recursos humanos também trabalhe um planejamento.
Especialmente em um ano pós-pandemia, no qual as expectativas e anseios da população e dos colaboradores, de maneira geral mudaram, pensar em um plano de ações será um ponto crucial para o sucesso.
Um planejamento estratégico para 2021 em recursos humanos deve conversar com os objetivos do negócio e, principalmente, estar alinhado às ações dos demais setores. Uma política de RH bem definida auxilia na atuação dos colaboradores de acordo com os planos da empresa.
As atribuições antigas dos profissionais de RH, como definir benefícios, fiscalizar o registro de ponto, determinar período de férias e recrutamento de novos talentos não são mais suficientes. 
O setor precisa entender as necessidades da companhia e dos colaboradores para tornar o ambiente de trabalho mais agradável.
Desta forma, neste texto você vai aprender:
Vamos lá!
Atualmente, o setor de RH não tem apenas o papel de contratar bons profissionais e cuidar das questões burocráticas dos colaboradores, como controle de ponto e férias. Agora, os profissionais de recursos humanos são tão estratégicos como qualquer outro setor.
É muito importante que as áreas conversem entre si e criem estratégias que se complementem, otimizando assim o trabalho umas das outras. 
Desta forma, tornou-se essencial que os profissionais de RH entendam cada vez mais a importância de adquirir conhecimentos, sempre buscando aprender com as inovações e atualizações do setor. 
Não basta mais pensar que um bom salário é suficiente para um colaborador, as empresas precisam entender o que mais satisfaz os profissionais além da remuneração.
É neste ponto que entra o planejamento estratégico de recursos humanos, que deve buscar melhorias, pensando no desenvolvimento dos colaboradores, da empresa e na retenção de talentos
Para fazer um bom planejamento estratégico para 2021, o profissional de RH precisa ter pleno conhecimento do plano de negócios da empresa, para assim criar indicadores na avaliação do colaborador, desde o ponto de vista de satisfação até de performance e produtividade.
Este plano deve fazer com que os colaboradores desenvolvam um sentimento de pertencimento com a empresa, entendendo seus objetivos e acreditando que a companhia tem planos concretos para seu crescimento.
Afinal, de nada adianta ter um ótimo setor de recrutamento, se depois de contratado o profissional não se sentir feliz dentro da companhia.
Ao construir um planejamento estratégico, a equipe de recursos humanos colabora efetivamente com os objetivos de negócio, inclusive do ponto de vista financeiro. Uma vez que, funcionários felizes e satisfeitos tendem a ser mais produtivos.
Além disso, de nada adianta ter planos de ações concretos para obtenção de novos clientes ou vendas, se internamente a empresa estiver desconectada. É preciso que todos entendam e acreditem no propósito da empresa.
Por exemplo, se sua companhia vende medicamentos, o lucro não deve ser o único objetivo dos setores e, consequentemente, dos profissionais. Ao oferecer medicamentos para a população, a empresa está salvando ou melhorando a qualidade de vida dessas pessoas.
É esta mensagem de pertencimento e de propósito que um planejamento estratégico para 2021 deve conter. As vantagens de contar com um plano de RH são muitas e variam desde a diminuição das taxas de turnover até a aproximação entre os setores.
Agora que você já entendeu qual a importância de ter um planejamento estratégico para 2021, é a hora de conferir as principais dicas para começar a construir o da sua companhia.
Antes de iniciar o plano, avalie se sua empresa já possui uma política de recursos humanos bem definida. Nela, deve conter um conjunto de regras, procedimentos e maneiras de agir em diversas situações.
Esse documento é o que vai determinar como assuntos devem ser tratados no local de trabalho, definindo claramente os deveres e os direitos dos funcionários, sem distinção. Elas servem para todos, desde a diretoria até os estagiários.
É importante levar em consideração a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pois a lei brasileira deve ser seguida, independentemente do setor de atuação da empresa. Inclusive, essa padronização da maneira de agir facilita a tomada de decisão.
Por exemplo, se um funcionário descumprir um dos deveres, ficará mais simples para a liderança entender que tipo de consequência deve cair sobre o colaborador, desde uma advertência até demissão por justa causa.
Especialmente em um ano como este, no qual as prioridades da vida humana foram revistas, por conta da pandemia, é essencial compreender se os colaboradores estão satisfeitos. Se não estiverem, entender o que precisa melhor é outro passo do planejamento estratégico para 2021.
Existem indicadores de RH que facilitam o entendimento sobre os anseios dos colaboradores e o nível de satisfação com a empresa. Além disso, eles também ajudam na análise de produtividade.
A taxa de turnover é um dos principais índices utilizados pelas empresas para avaliar a atuação do setor de RH. A alta rotatividade de profissionais, além de gerar custos para a empresa, indica que há algo de errado no nível de satisfação.
Logo, antes de iniciar o planejamento estratégico para 2021, é importante verificar se a taxa está acima do esperado e entender os motivos que levaram a esse cenário. Uma forma de fazer isso é aplicar um questionário de satisfação aos colaboradores.
Pergunte se os funcionários estão satisfeitos e quão próximos do ambiente de trabalho ideal para eles a empresa se encontra. Se as respostas não forem positivas, considere melhorias no planejamento de 2021.
Como citado anteriormente, o planejamento estratégico de RH deve estar alinhado com os objetivos do negócio. Se o colaborador não tiver plena consciência sobre o que a empresa pretende conquistar, certamente, não irá atuar para atingirem as metas.
Apesar dos setores serem distintos e cada funcionário ter sua função pré-determinar, ao conhecer o que a companhia busca, a tendência é saber como agir para conquistá-las. Entender as metas é o primeiro passo para um colaborador fazer bem o seu trabalho.
Além disso, aumentará o índice de pertencimento. O colaborador tende a se sentir mais valorizado se a empresa se comunicar com ele e mostrar o quanto é importante para a conquista dos objetivos finais. 
E, por que o setor de recursos humanos é o responsável por levar essa mensagem aos colaboradores? O RH é a área que conversa com todos. De alguma maneira, todos os outros setores estão interligados pelas ações pré-determinadas por esta equipe.
Sendo assim, ao criar uma campanha específica para o próximo ano, entenda quais são os objetivos do negócio. Caso contrário, o resultado tende a ser negativo e não surtir efeito algum para a companhia e para os colaboradores.
O departamento de RH não é mais apenas responsável pela contratação, retenção de talentos e assuntos burocráticos como dissídio, plano de carreira, controle de ponto. Agora, os profissionais do setor são peças essenciais para alcance dos objetivos das companhias.
Por isso, a constante atualização sobre as novidades do setor é outro ponto importante para a criação do planejamento estratégico para 2021. Atualmente, o profissional de RH precisa entender melhor o colaborador e a sociedade em sua volta.
A preocupação com a qualidade de vida do funcionário já é obrigatória para todos os profissionais de recursos humanos. 
Oferecer convênio médico não é mais suficiente. Horário de trabalho flexível, home office e salas de descompressão são apenas alguns do que pode ser feito. Sabe-se ainda que um colaborador com problemas financeiros tende a ser menos produtivo. 
Então, como ajudá-lo sem necessariamente um aumento de salário? Que tal promover uma semana de educação financeira para toda a empresa. As companhias precisam ainda estar atentas às questões socioambientais, que estão cada vez mais em pauta. 
Não se trata apenas de ações pontuais como doação de cestas básicas no Natal ou de brinquedos no Dia das Crianças, mas sim da criação de uma política consistente.
Cada vez mais os profissionais buscam trabalhar em empresas que conversem com seus valores e bons salários não são suficientes para atrair talentos. No planejamento estratégico para 2021, considere passar os valores da companhia em ações concretas.
Neste artigo, indicamos 10 cursos inovadores para atualização profissional em RH.
Todas as áreas foram impactadas pela pandemia do novo coronavírus em 2020 e, certamente, no próximo ano, os efeitos ainda serão sentidos pelas companhias. 
Por isso, o RH precisa analisar estes impactos e entender o que será mantido ou alterado no planejamento estratégico para 2021. Muitas empresas tiveram que optar pelo home office e algumas até determinaram que esse será o modelo de trabalho para sempre. 
Analise como foi a receptividade dos funcionários sobre este quesito. Foi produtivo? Deu certo? Vale a pena manter ou mesclar a forma de atuação?
Além disso, a prioridade das pessoas mudou e muitas passaram a valorizar mais questões que não eram muito discutidas, como ter mais tempo para a família. Tudo isso certamente vai impactar nos anseios dos colaboradores.
Assim, a equipe responsável pelo planejamento estratégico para 2021 não pode deixar de estudar o cenário da pandemia e, inclusive, as previsões dos especialistas sobre o tema.
Se antes a área de RH não precisava de muitos recursos financeiros para a realização do trabalho, com o novo papel deste setor, o cenário é diferente. 
Para fazer com que todos os itens anteriores se realizem, faça um planejamento sobre o orçamento previsto para 2021 e aprove com o setor financeiro. 
Preveja ações de endomarketing, treinamentos de equipe, melhorias para o home office e dos benefícios voltados para o bem-estar do colaborador. Avalie se para as ações previstas no planejamento estratégico para 2021 será necessário a aquisição de novas tecnologias.
Como a mudança de mindset sobre a importância dessas ações de recursos humanos pode ser gradativa e a diretoria não se convença da necessidade. 
Eleja um ranking de prioridades. Assim, se o orçamento não for aprovado totalmente, estará preparado para saber quais atividades são mais urgentes neste momento.
O planejamento estratégico para 2021 é ainda mais importante do que os anos anteriores, quando falamos de RH. Este ano trouxe uma série de mudanças de comportamento das pessoas e isso se reflete na forma em que enxerga o lado profissional.
Por isso, prepare-se corretamente para o próximo ano, converse com os colaboradores e com a liderança, entenda as necessidades da companhia e dedique-se ao planejamento estratégico.
Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos e divulgue nas suas redes sociais.
O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin diam justo, scelerisque non felis porta, placerat si. Vestibulum ac elementum massa. In rutrum quis risus quis sollicitudin.

source

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURSO DE ESCRITA FISCAL E SUAS ROTINAS