Últimas Notícias

Como fazer networking na pandemia? Saiba como usar o distanciamento social a seu favor

A Covid-19 afetou a sociedade de forma geral. O distanciamento nos obrigou a viver uma nova realidade, principalmente no âmbito profissional, e fazer networking na pandemia se tornou algo essencial para as empresas se manterem. Se antes possuir uma boa rede de contatos era um diferencial, atualmente fazer networking na pandemia é uma questão de sobrevivência.

Empresas e profissionais que conseguiram se empenhar na conquista de networking durante esse período, puderam criar novas oportunidades e até mesmo ampliar os negócios.

Um meio de apoio às pessoas no objetivo de fazer networking na pandemia foram as redes sociais. De acordo com uma pesquisa da Kantar, durante a pandemia houve um crescimento de 40% no uso das redes sociais (Instagram, LinkedIn, Facebook e outras).

Ou seja, apesar das relações de trabalho terem sido afetadas, com o distanciamento social as redes assumiram um lugar cativo quando o assunto é fazer networking na pandemia.

Neste artigo vamos lhe ajudar a entender como as tecnologias, no atual momento de crise, podem ajudar a encurtar as distâncias, principalmente nos negócios. Por isso vamos falar:  

  • O que é networking?;
  • Como o distanciamento social afetou as relações de trabalho?;
  • De que forma fazer networking na pandemia?;
  • Dicas para fazer networking na pandemia;
  • Qual a melhor rede social para o networking profissional?;

Quer saber como usar o distanciamento social a seu favor? É só seguir em frente neste artigo. Vamos lá! 

O que é networking?

A todo o momento ouvimos falar sobre a importância do networking e como ele pode impactar nos negócios, mas será que todos sabem de fato o que ele significa? 

Network é uma palavra de língua inglesa que na tradução literal quer dizer “rede de trabalho” (net – rede / work – trabalho). É comumente descrito como rede de contatos ou de relacionamento.  

Falamos sobre ele no nosso artigo: “Network: 7 dicas para expandir suas relações profissionais”, leia clicando aqui

Já o networking nada mais é do que a própria rede de relacionamento entre pessoas ou grupos, que compartilha informações e conhecimento.  

Por meio do networking as possibilidades de negócios são expandidas, já que essas conexões podem gerar indicações, ideias e relações com novas influências do mercado.

Fazer networking na pandemia passou a ser um desafio em função do distanciamento social. Contudo, o meio digital assumiu seu papel e extinguiu distâncias, possibilitando,  em poucos cliques, negócios até mesmo entre empresas de países diferentes.

Como o distanciamento social afetou as relações de trabalho?

“Novo normal”, esse é o termo mais utilizado para descrever o momento que vivemos. As relações de trabalho consequentemente também sofreram com o impacto do distanciamento social.

Se aquele encontro presencial com um colega de trabalho, um profissional do setor, entre empresas fazia toda a diferença para manter o networking em dia, essa realidade foi completamente alterada. O presencial deu lugar ao remoto.

A tecnologia passou de opção para necessidade. Apesar dessa mudança brusca ainda é possível manter um networking de qualidade, contanto, que as empresas e os profissionais saibam admitir a tecnologia como aliada e não inimiga.

De que forma fazer networking na pandemia?

A necessidade do isolamento fez com que o mercado não só se reinventasse de forma obrigatória, mas também que acelerasse processos previstos para longo prazo. O principal deles foi o uso maciço das redes sociais como networking.

Se muitas pessoas viam as redes apenas como “lazer”, precisaram enxergá-la como “oportunidade de negócios”. O fato é que fazer networking na pandemia se tornou algo totalmente digital.

Com o distanciamento, reuniões, palestras, apresentações, eventos e workshops povoaram o mundo digital. Tudo passou a ser feito de forma on-line. 

Tanto que o estudo “Social Media Trends Report” mostrou que no segundo trimestre de 2020 as empresas investiram em redes sociais 26% a mais do que em relação ao primeiro trimestre.

O segredo, então, para fazer networking na pandemia é apostar tudo e mais um pouco no universo digital, seja utilizando plataformas para organizar eventos como investindo nas redes sociais.

Dicas para fazer networking na pandemia

Isolamento social, distanciamento e a consequência é a perda de bons contatos, certo? Errado! É possível fazer networking na pandemia, mesmo que a distância. Para isso organizamos algumas dicas para você seguir e se manter ativo, fortalecendo sua rede de contatos.

Aposte nos seus melhores contatos

Com a tecnologia e o isolamento social fomos apresentados a um leque imenso de possibilidades para criar “novas amizades”. No entanto, é importante, até mais do que gerar novos contatos, manter os de qualidade que você fez ao longo dos anos.

Isso quer dizer que vale mais a pena manter ativa sua rede de contatos, conversando frequentemente com ela, seja por conversas virtuais, encontros on-line, discussões do mercado ou bate-papos informais do que sair adicionando todo mundo em todas as redes.

Aceite os imprevistos 

Com as pessoas trabalhando em regime home office os imprevistos são mais comuns do que se imagina. Aquele barulho das crianças na sala, o cachorro que entrou no escritório, obras na rua e etc., ocorrem o tempo todo.

Outro ponto importante para fazer networking na pandemia é encarar essas situações como algo natural para o momento. 

Inclusive, reagir bem a qualquer imprevisto desse com um contato da sua rede cria uma empatia entre você e a pessoa em questão, fortalecendo a relação entre vocês.

Faça encontros recorrentes 

Quantas vezes você conversou com as pessoas da sua rede de contatos durante a pandemia? A resposta para esta pergunta é o que separa as pessoas que continuam fazendo um bom networking das que não estão. 

Se você respondeu que falou apenas uma vez com elas pode ter certeza que em breve elas não serão mais parte do seu networking. O segredo do networking é manter contato frequente. Mesmo na pandemia, é possível organizar encontros virtuais recorrentes. 

Se eles não vêm ocorrendo com frequência cabe a você dar o primeiro passo e tomar a iniciativa de organizar novos bate-papos. 

A pandemia pode afastar as pessoas pelo distanciamento social, mas com certeza se você tiver atitude para manter essas conversas rotineiramente sua rede de contatos estará preservada independentemente de qualquer pandemia.  

Demonstre empatia

É óbvio que nesse momento a preocupação com a saúde deve vir antes do que o lado profissional. Até por isso, a empatia com os outros deve ter um papel importante para fazer networking na pandemia.

Não cabe mais a falta de humanização nas relações. Ser profissional nesse novo normal é se preocupar também com a vida pessoal do outro. Afinal, quem consegue demonstrar afeto pelo outro acaba criando relações mais confiáveis e fortes.

Seja prestativo 

Criar empatia significa também que você se dispõe a ajudar caso alguma dessas pessoas da sua rede precise. Mais do que essa troca de conhecimento do networking, na pandemia precisa haver uma rede de ajuda aberta. 

Portanto, se for conversar com alguém pergunte sobre a saúde dela e da família, sobre como tem enfrentado esse momento, deixe a conversa rolar de forma natural. 

Aliás, essa é uma boa opção para quebrar o gelo e tentar organizar um encontro virtual. Mande uma mensagem para um contato da sua lista perguntando como a pessoa está ou se precisa de ajuda e aproveite para alinhar um encontro virtual. 

Use as redes sociais

É imprescindível nesse momento manter atualizado o seu perfil nas redes sociais, principalmente no LinkedIn, que tem esse caráter de relacionamentos profissionais. Vamos a algumas dicas para potencializar as chances de novos negócios nessa rede.

  • Quando for adicionar novas conexões e iniciar novos contatos revise e atualize suas informações profissionais;
  • Não cometa erros de português nas suas postagens, isso vale não só para esse momento de pandemia, onde os recrutadores estão ainda mais de olho nas postagens de possíveis candidatos, mas em todas as ocasiões;
  • Cuidado com o compartilhamento de artigos polêmicos e comentários que podem atrapalhar você a conseguir uma vaga de emprego em determinada empresa;
  • Não seja invasivo mandando centenas de pedidos de conexão;
  • Marcar presença no LinkedIn não significa sair compartilhando milhares de coisas todos os dias. É bom lembrar que o seu currículo e experiência diária farão mais diferença do que os conteúdos que você compartilha.

Não cancele o que você programou

É bem possível que sua empresa tenha feito um plano para todo o ano de 2020, que precisou ser interrompido no meio do caminho em função da Covid-19, apesar disso, uma das sugestões para fazer networking na pandemia é não abrir mão do que você programou

Tinha evento marcado? Reuniões? Encontros com investidores, empresas e outras questões? Tente readaptar as situações e leve-as para o ambiente digital. Faça um evento on-line, marque os encontros com chamadas de vídeo e reuniões virtuais. 

Seja flexível com as situações

A tecnologia abriu um leque de possibilidades no sentido de encontros virtuais. Hoje uma chamada em vídeo pode ser feita em inúmeras plataformas, assim como a organização de um evento, uma palestra ou reuniões em grupo. 

Porém, é essencial nesse momento ser flexível para que todos possam participar desses encontros. Tente ignorar o lema “o que é bom para mim é bom para todo mundo”, porque essa não é a verdade, ainda mais na pandemia. 

Muitas pessoas têm mais facilidade em reuniões à noite, quando as coisas acalmam em casa, alguns preferem fazer uma reunião em áudio, sem vídeo, ou em encontros individuais usar o bom e velho telefone para uma ligação. 

O segredo para fazer networking na pandemia é levar em conta as condições do outro e tentar adaptá-las a sua. Tente entrar num consenso e como dissemos mais acima seja completamente flexível para que um bom contato da sua rede não seja perdido. 

Qual a melhor rede social para o networking profissional?

Quando tratamos do âmbito profissional das redes sociais a primeira rede que nos vem à mente é o LinkedIn e, de fato, esse espaço é a melhor opção para quem quer fazer networking na pandemia na área de negócios.

Entre as principais oportunidades e possibilidade dessa rede social estão:

  • Acesso e compartilhamento de conteúdo relevante;
  • Busca por vagas de emprego;
  • Construção de currículo on-line;
  • Ferramenta de recrutamento;

O LinkedIn possui mais de 600 milhões de usuários pelo mundo. 40% dessas pessoas acessam a rede diariamente. 

Segundo o próprio LinkedIn, são mais de 30 milhões de empresas inscritas e que utilizam a rede. Cerca de 90% dos recrutadores dessas empresas admitem que utilizam regularmente o LinkedIn, conforme estudo do SHRM.

Só por aí já podemos notar a dimensão dessa rede social para quem busca networking profissional, mas tem mais. 

No primeiro trimestre de 2020, auge da pandemia no mundo todo, o LinkedIn aumentou sua receita em 21% e o Linkedin Live teve um crescimento no fluxo de views de 158%. 

Sem contar que foram assistidas, no LinkedIn Learning, mais de 4 milhões de horas de material nesse mesmo período.  

De acordo com o Hubspot essa rede é muito mais eficaz na geração de leads qualificados do que Twitter e Facebook, com 277% a mais de eficácia. Portanto, se você quer fazer networking na pandemia, no âmbito profissional, sem dúvida o LinkedIn é a melhor opção.

Fazer networking na pandemia é possível!

Fazer networking na pandemia muito mais do que um problema é um processo de admitir que há uma nova realidade em jogo. Mesmo em meio às dificuldades, principalmente em função do distanciamento social, é possível se adaptar. 

Se o distanciamento foi um duro golpe nas relações profissionais, fisicamente falando, os meios digitais fortaleceram e ampliaram as possibilidades dos negócios. O segredo nesse tempo é se aliar às novas tecnologias. 

Isso significa aceitar como rotina as reuniões e eventos virtuais, conversas on-line e aderir de vez as redes sociais como o ponto de encontro para manter o networking em dia.  Fazer networking na pandemia é completamente possível e muito mais do que isso necessário. 

Afinal, fazer networking na pandemia não é mais opção, mas necessidade para quem deseja manter os negócios em dia, seus contatos ativos e principalmente para quem deseja gerar novas possibilidades de negócios. 

Gostou do nosso artigo? Aprendeu como fazer networking na pandemia? Então, compartilhe esse artigo nas redes sociais e ajude seus amigos a fazerem o mesmo. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURSO DE ESCRITA FISCAL E SUAS ROTINAS